(51) 3061-2129

A Razão Assessoria é composta por profissionais experientes, continuamente treinados, utilizando amplamente os mais novos recursos oferecidos pela informática.São mais de 16 anos de experiência e com conhecimento de quem presta serviços à vários segmentos de mercado. A informatização de nossos processos representa rapidez na emissão de relatórios e no controle.

Impostos, prazos, formas de pagamento, legislação trabalhista, fiscal... Estes dados estão sob constantes mudanças, devido a adaptações políticas e econômicas no município, estado e país. Informações atualizadas sobre estas questões são fundamentais para evitar futuros problemas, como multas. Deixá-lo informado é mais que uma obrigação da Razão Assessoria, é a sua bandeira e o seu diferencial.


Parcerias com assessorias Juridicas:


Trabalhista ; Civil; Revisionais ; Tributarias


Ultimas Noticias

Governo dos EUA diz que China não conseguiu alterar as práticas comerciais 'injustas e irracionais'


Segundo representante de Comércio dos EUA sobre as políticas de propriedade intelectual, China tem persistido em usar restrições ao investimento estrangeiro. Bandeiras da China e dos Estados Unidos em imagem de arquivo de encontro diplomático de representantes dos países em abril Jason Lee/Reuters O governo Trump informou na terça-feira (20) que a China não conseguiu alterar suas práticas "injustas" em meio a um conflito comercial entre os Estados Unidos e a China, aumentando as tensões antes de uma reunião de alto risco no final deste mês entre o presidente dos EUA, Donald Trump, e o presidente chinês, Xi Jinping. As informações foram divulgadas em uma atualização da "Seção 301" do Representante de Comércio dos EUA sobre as políticas de propriedade intelectual e transferência de tecnologia da China, que provocou a imposição de tarifas norte-americanas sobre US$ 50 bilhões em produtos chineses, que posteriormente aumentaram para US$ 250 bilhões. "Concluímos essa atualização como parte do esforço de monitoramento e fiscalização do governo", disse o representante de Comércio dos EUA, Robert Lighthizer, em comunicado. "Esta atualização mostra que a China não alterou fundamentalmente suas práticas injustas, irracionais e que distorcem o mercado, que foram objeto do relatório de março de 2018 sobre nossa investigação da Seção 301". Guerra comercial: entenda a tensão entre EUA e potências Na atualização, o órgão disse que descobriu que a China não respondeu "de forma construtiva" à seção inicial de 301 relatórios e não tomou nenhuma ação substancial para tratar das preocupações dos EUA. Acrescentou que a China deixou claro que não mudará suas políticas em resposta à investigação inicial. A atualização disse que apesar do relaxamento de algumas restrições de propriedade estrangeira, "o governo chinês tem persistido em usar restrições ao investimento estrangeiro para exigir ou pressionar a transferência de tecnologia de empresas dos EUA para entidades chinesas". O Ministério do Comércio da China não respondeu imediatamente a um pedido de comentário. Leia Mais

Downdetector: como saber se um site está fora do ar


Site mostra status e disponibilidade de diversos sites e serviços online. Qualquer site pode apresentar instabilidades, esse tipo de problema técnico pode fazer com que a disponibilidade fique intermitente. Atualmente os sites e serviços online são os que causam maior repercussão nas redes sociais quando ficam fora do ar. Em alguns casos, o problema pode ser interno, isso ocorre quando o aplicativo que exibe o conteúdo apresentar falha no carregamento; o navegador de internet não está atualizando a página. Quando isso acontece, na maioria das vezes, basta reiniciar o dispositivo, forçando a atualização do conteúdo exibido pelo navegador, para que tudo volte ao normal. Mas como se certificar que um determinado site está for do ar? O Facebook oferece uma página dedicada aos desenvolvedores, que permite a consulta do status de disponibilidade em tempo real. Essa página é pública e pode ser acessada por qualquer usuário. Página para desenvolvedores do Facebook permite saber se a rede social está funcionando. Reprodução/G1 Para saber sobre a disponibilidade de outros sites, como por exemplo o Twitter, Instagram, Netflix, o serviço de consulta mais usado é o downdetector. Na página inicial do serviço de monitoramento, são exibidos atalhos para os sites mais acessados, basta clicar sobre o ícone para abrir o relatório de disponibilidade. Site DownDetector aponta status de diversos sites e serviços online. Reprodução/G1 O Downdetector oferece a possibilidade de verificação de disponibilidade do serviço em outros países. Essa informação é útil, pois um site pode ficar fora apenas em determinados locais. Além da versão web, é possível acompanhar os alertas do serviço no Facebook, Twitter e nos aplicativos para Android e iOS. Leia Mais

PAT Valinhos oferece 11 vagas de emprego para áreas diversas; veja lista


Interessados devem ir até a unidade com RG, CPF, carteira de trabalho e número do PIS. PAT de Valinhos (SP) oferece vagas de emprego em diferentes áreas de atuação. Claudio Barbisan/Divulgação O Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT) de Valinhos (SP) está com 11 vagas de emprego para moradores da cidade e região nesta quarta-feira (21). As oportunidades vão de borracheiro (a) a cozinheiro (a). Os interessados devem ir até a unidade com RG, CPF, Carteira de Trabalho e número do PIS. A unidade fica na Avenida dos Esportes, nº 303, no Centro. O atendimento funciona de segunda a sexta, das 8h às 16h. Confira lista completa de vagas Auxiliar de carga e descarga - 1 vaga Auxiliar de cozinha - 2 vagas Auxiliar de lavanderia - 1 vaga Auxiliar de limpeza - 1 vaga Borracheiro (a) - 1 vaga Cozinheiro (a) - 2 vagas Nutricionista - 1 vaga Técnico (a) de enfermagem - 2 vagas Veja mais oportunidades na região no G1 Campinas Leia Mais

Justiça torna sem efeito assembleia da Eletrobras que decidiu vender distribuidoras


Segundo advogado, decisão impede leilão da Amazonas Distribuição e cancela os já ocorridos; estatal disse que ainda não foi intimada. Sede da Eletrobras no Rio Reuters A 49ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro decidiu tornar sem efeito a 170ª assembleia geral extraordinária da Eletrobras, ocorrida em fevereiro deste ano, que decidiu pela venda das distribuidoras de energia elétrica da estatal. Conforme decisão da juíza Raquel de Oliveira Maciel, as partes devem se abster de dar prosseguimento ao processo de privatização ou liquidação das distribuidoras e apresentar estudo sobre o impacto da privatização nos contratos de trabalho e nos direitos adquiridos por seus empregados, sob pena de pagamento de R$ 1 milhão. Em fato relevante publicado na noite de terça-feira, a Eletrobras disse que não havia sido intimada da referida decisão e que se manifestaria quando recebesse a intimação. A decisão vem após a Eletrobras ter realizado a venda de quatro de suas distribuidoras neste ano. Restam para ser privatizadas as unidades de Amazonas, cujo leilão está previsto para o dia 27 deste mês, e a de Alagoas. O processo de venda da distribuidora de Alagoas, contudo, já estava suspenso por decisão do ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal. Sindicatos de trabalhadores estão tentando bloquear a privatização das distribuidoras desde que a assembleia aprovou a venda das unidades. Mas a Eletrobras, por meio de recursos judiciais, vem conseguindo avançar com processo de venda de suas subsidiárias. Segundo Maximiliano Nagl Garcez, um dos advogado dos autores, a sentença da última segunda-feira impede a realização do leilão da Amazonas Distribuição, cancela os demais leilões já ocorridos e "coloca no centro do debate da privatização os direitos sociais e humanos". Leia Mais

Indicadores

Acesso Rapido

Receita Federal SEFAZ-RS JUCERGS CAIXA Banco do Brasil
Razão Assessoria Contábil - Todos os Direitos Reservados
Criação de Sites em Porto Alegre